Jornal Antena - Encantado RS

Tuesday, Jun 27th

Last update03:18:46 PM GMT

Você está na seção:

Em busca por criminosos, brigadiano é morto por engano por colegas

E-mail

 

A noite da quarta-feira, dia 7 de junho, terminou em tragédia na região. Além de um assalto a duas agências bancárias no Centro de Putinga, quando os criminosos fizeram reféns, um policial militar foi morto por engano, e um civil ficou ferido, em uma troca de tiros entre colegas que não se reconheceram.
De acordo com autoridades, após receber informações de que os criminosos estavam abrigados em meio a matagais na Linha São Pedro, próximo à divisa com o município de Fontoura Xavier,a Brigada Militar de Encantado fez um cerco a pé no interior do município, e a Polícia Civil vinha no sentido oposto no mesmo local. Ao perceberem a movimentação, e imaginando serem integrantes da quadrilha, tiros foram trocados. Em meio a escuridão e a chuva, que dificultaram o trabalho, o grupo não conseguiu se identificar, e dois policiais foram atingidos.
Geferson Rosolen, de Encantado, foi atingido na cabeça, e morreu no local. O policial civil de Soledade, Renan Portela Golçalvez, foi atingido na perna, mas não corre risco de morte. Golçalvez recebeu os primeiros atendimentos no hospital de Putinga, sendo posteriormente transferido para o Hospital de Carazinho.
Rosolen, de 28 anos, estava lotado na Companhia de Encantado, e era natural de Vespasiano Corrêa. Ele deixa esposa e filha, e atuava na Brigada desde o ano de 2012. O corpo do soldado foi encaminhado para necropsia no DML de Soledade. Os atos fúnebres foram realizados em Vespasiano Corrêa, com muitas homenagens, discursos emocionados e comoção geral da comunidade. Seu sepultamento aconteceu na tarde de quinta-feira.

Os assaltos
A ação de cerco que os policiais faziam na noite da quarta-feira, era na busca pelos bandidos que atacaram as agências do Banrisul e do Sicredi, no Centro de Putinga. A ação criminosa ocorreu por volta das 13h20min, e contou com a participação de pelo menos cinco criminosos.
A quadrilha fez cordões humanos com clientes, funcionários e outras pessoas que passavam pelo local. O grupo permaneceu na cidade por quase 30 minutos, e fugiram levando dois funcionários e um gerente como reféns, que foram liberados dois quilômetros depois, em uma estrada do interior do município, localizada na Linha Felizardo Júnior. Disparos foram efetuados pelos assaltantes, mas sem deixar feridos. O grupo se utilizou de dois veículos. Não há informações sobre os valores levados.
No final da tarde de quarta-feira, um suspeito foi capturado em Fontoura Xavier. O homem, de Caxias do Sul, estava em um automóvel Ka, branco, alugado em Caxias. Munições foram apreendidas no veículo. O indivíduo foi encontrado a poucos metros de onde foi abandonada uma caminhonete Honda CR-V preta, que havia sido roubada no município serrano na terça-feira, dia 6, e usada no assalto em Putinga. O suspeito foi preso em flagrantes e levado ao Presídio de Guaporé, sendo que responderá por falsidade ideológica e formação de quadrilha.
No dia 9 de janeiro, o município de Putinga já havia passado por um assalto. Criminosos assaltaram a agência do Banrisul e tentaram invadir a agência do Sicredi, mas sem sucesso.

em busca_por_criminosos_1em busca_por_criminosos_2em busca_por_criminosos_3

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar