Jornal Antena - Encantado RS

Thursday, Oct 19th

Last update09:27:50 PM GMT

Você está na seção:

Coluna Diego Pretto - Edição 303

E-mail

 

EDUCAÇÃO: Tenho discutido e colocado minhas ideias junto aos formadores de opinião sobre educação. Inicialmente acredito que estamos ensinando da mesma forma que foi ensinado há 150 anos. Com a variável de que as turmas foram separadas por idade, estamos predominantemente presos ao esquema das aulas expositivas quadro-professor-aluno. Não entendam como crítica, porque acredito que time que está ganhando não deve ser mexido.
UM FUTURO PARA A EDUCAÇÃO: Fui formado assim e todos que estão lendo isso também foram. Mas temos que olhar para o presente e para o futuro. No presente os alunos não estão bem formados, e, frente às tecnologias atuais, a escola torna-se um local enfadonho. Tenho lido bastante sobre as estratégias propostas e resultados que a Fundação Ayrton Senna e o sistema público finlandês propõe, e peço que mais gente aqui de Encantado faça isso. Sugiro que vejam também os sistemas privados de ensino para rede pública que já abrangem mais de 10% dos municípios do país e apresentando ótimos resultados.
GASTOS COM A SAÚDE: Junto com a educação, a saúde corresponde a quase 50% dos investimentos que nossos impostos pagam no município. Vendo a apresentação dos números que o Secretario da Fazenda e o contador do município fizeram na Câmara na última segunda-feira, observei que a projeção de gastos com a saúde por habitante feita ainda no início do ano será superada e que passará de R$ 1.200,00 por habitante/ano. As projeções para o final do ano atingem mais de R$ 25 milhões. Ou seja, dinheiro tem, funcionários têm, pessoas satisfeitas têm e pessoas insatisfeitas sempre haverá. O que nunca haverá é tudo para todos. Acreditem, nem que colocássemos todos os R$ 77 milhões arrecadados anualmente em Encantado. Por isso que existem regras, leis e decretos para regular as prioridades.
EMENDAS SANCIONADAS: Diferentemente do que foi publicado nos jornais do final de semana passado, todas as emendas foram sancionadas pelo prefeito. Após a votação da semana passada, e quase todos vereadores assinaram as emendas em conjunto, a comunidade deu retorno junto aos vereadores agregando ideias às propostas que fizemos. Em tempo: o vereador Luciano Moresco preferiu não assinar as emendas porque não esteve na Câmara no período de discussão do PPA.
INTERVENÇÃO MILITAR: A Constituição de 1988 diz o que segue: “Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.” Desta forma eu pergunto: em algum momento os constituintes autorizam intervenções? Crendo que sim, não seria do povo que emanam os poderes constitucionais e este deve ser protegido contra políticos, juízes corruptos e empresários quadrilheiros? Crendo que não: seria a hora de pararmos de responsabilizar os outros por solucionarem nossos problemas e começarmos a mudar nossas atitudes e assumirmos nossas responsabilidades como cidadãos e eleitores?

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar