Jornal Antena - Encantado RS

Wednesday, Aug 23rd

Last update04:34:25 PM GMT

Você está na seção:
Pedro Silveira - Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.
 

Coluna do Pedro Silveira - Edição 285

E-mail

 

Por intrigas, conflitos e desavenças criadas, desenvolvidas e discutidas dentro de mim mesmo, (entre o meu id, o meu ego e o meu superego) deixei de lado minha natureza poética e, com isto, meus versos e minhas estrofes, minha incessante vontade de proclamar em minhas composições que o amor é a essência da vida, acabaram sendo subtraídos da minha vontade a capacidade de sentir, de sofrer e de me alegrar; a faculdade de conhecer e perceber, anotar e escrever, encolhendo meu entusiasmo. Bom é que nessa quadra ora vivida, apresentei poesias escritas por poetas não revelados ou muito resguardados e, com isto, o base desta coluna, que é a poesia, ainda continua perdurando.
Assim, dissipando a nuvem que me fazia sombra malévola, retornei ao meu entusiasmo de sempre e, na andança sem destino e endereço, descobri minha poesia:

A descoberta:

 

A descoberta
Ainda continua pensando,
O que antes e cada dia mais penso,
Fixando, então, a certeza
De que encontrei em ti,
A minha princesa da beleza.

Não altero e nem mudo meu pensar,
Pois quanto mais te vejo,
Minha razão de sonhar,
Me indica a convicção de estar certo.

Pensando hoje, ontem e
Pensarei amanhã:
Minha descoberta aconteceu num
desses momentos fugidios em que,
ao acaso ela apareceu na minha visão
Graciosa, angelical e perfeita.
Princesa da Beleza.

Tal qual uma Deusa Romana da beleza,
Mas...algo mais está presente em ti e,
Junto a essa beleza, marca teus outros e
inúmeros predicados próprios de uma Deusa.

Agora revelados pelo modo e na maneira
De entender a vida.
Já não mais penso,
Agora minha certeza é certa, é infalível é veraz.

Reflexo da Operação Lava Jato na Justiça da Comarca

Desde sua criação, a Operação Lava Jato sob a presidência do impoluto, capaz e judicioso juiz Sergio Moro, vem “passando a limpo” os atos criminosos dos corruptos, dos ladravazes do nosso Brasil, não deixando de buscar para prestar contas à Justiça: os corruptores, nesse caso abrigando, então, as grandes empreiteiras. A atuação tanto da Justiça Federal instalada em Curitiba-PR, como do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e do STF, têm trazido a uma imensa parte do povo brasileiro um sentimento de felicidade, de esperança e de fé, para que possamos respirar os diretos originários de um regime democrático, entre outros: a aplicação das leis igualmente para todos; ninguém pode-se achar acima da lei, liberdade de expressão. Alguns desses ladravazes já estão presos; outros, por certo, receberão uma sentença condenatória, nunca esquecendo e sempre aguardando a condenação do chefe de toda essa bandidagem.
Traço em poucos linhas, pois é claro que comentar alguma coisa sobre a operação salvadora da Lava Jato mereceria um espaço incomensuravelmente maior, para afirmar que aqui em nossa Comarca de Encantado algum procedimento judicial com semelhança na Lava Jato aconteceu, tomando por sustentação a mídia escrita.
Pois bem, a doutora Juíza de Direito recebeu a denúncia do MP, o qual constatou a prática de atos de impropriedade administrativa na administração municipal. Estes atos proibidos teriam sido praticados pelo senhor Prefeito Municipal Paulo Costi, pelos secretários do município: Roseli Mottin Soares, Marino Eugenio Deves, Odocir Bagatini e Luciano Moresco, além de uma empresária. Ao receber a denúncia, a Doutora Juiza de Direito Jacqueline Bervian, analisando a formalização da petição e o conjunto de provas, entendendo a gravidade dos atos praticados pelos administradores públicos, determinou o bloqueio dos bens dos denunciados. Fica patente que a Juíza de Direito ao determinar - como é de sua competência - a medida bloqueio de bens, encontrou consistência no complexo probatório apresentado na denúncia.
No meu entender destaco dois aspectos originários deste grave episódio, já que envolve figuras de imenso prestígio em nossa sociedade. 1. O conjunto de diversos acontecimentos que cercaram a negociação e a sua execução a qual deu origem a denúncia, foram tratadas exaustivamente junto ao Legislativo pelo vereador Celso Cauduro. 2. O Poder Legislativo de Encantado, no limiar da legislatura de 2017/2020, terá na sua constituição dois edis denunciados pela prática de atos de improbidade administrativa: Marino Eugenio Deves e Luciano Moresco.

Joomla Templates and Joomla Extensions by JoomlaVision.Com

Página 1 de 117